Páginas

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Amanhecendo...

Somos nós, aqui estamos

Constantemente,

Começando

A viver


Vivendo...

domingo, 28 de maio de 2017

À Deriva...

Sou eu,

Sombra

Inconstante-mente errando,

Eternamente


Perdido...

sábado, 20 de maio de 2017

Tragédia - 3º ato.

...Solto tuas mãos... mais uma vez... Será a última?


Todo o calor se esvai, instantaneamente percebo a chuva que

 gela a alma, o corpo...


Sabia que amo observar a chuva debaixo desses postes e luz 

laranja? É uma sensação... tão... Quente!


E o que restou do corpo, inerte, se perde!

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Sou sombra, gosto de errar...

Sempre eu,

Sempre a sangrar

Por becos escuros

Errando...

Entre escombros

Me esgueirando.

Já não mais creio,

E a sua crença me ofende.

Profunda-mente

Que não me dá descanso.

Na boca sempre o ranso,

Do escarro(sangue)

Que sucede o beijo,

Que nunca veio.

Augusto...

Hoje sou sombra,

de tudo que poderia ter sido.

Sou!

Só o que penso me limita

Às dores

De estar aqui!

domingo, 30 de abril de 2017

Recomeçando...(nova-mente)

Ah!  O frescor da brisa
Com as primeiras luzes
Da manhã

Quando o sono não veio
E a noite se foi,
Deixando sonhos
Que apenas imaginei.
E tudo o que não vivi.

Exausto me recolho,
Me encontro,
Depois de tudo
Esgotado
Contudo

Vivo

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Querida Mamãe:

Não creio em deuses ou em vidas após esta, mas sei que você viverá para sempre em nós!!! Que seu legado será duradouro e sua imortalidade confirmada em cada gesto, ação, palavra... Prova disso é meu desejo: -
no âmago do meu ser eu apenas gostaria de ser como minha mãe!!!!

sábado, 22 de setembro de 2012

Errando

A cidade queima sob os meus pés, vibramos num único gozo, As nuvens saem do asfalto com as formas de meus sonhos diurnos. Eu quero tanto estar aqui que mal posso me manter dentro de mim. Flutuo como as nuvens e me moldo aos sonhos, sonhando que sonhava sonhando.